#NãoSejaEssaEmpresa – Essa hashtag vai dar o que falar

EMPLOYER BRAND ou MARCA EMPREGADORA é a percepção da marca de uma empresa como Empregadora. É diferente da percepção da marca como negócio ou como provedora de produtos e serviços. Com isso, o EMPLOYER BRANDING é então a gestão dessa marca empregadora, a estratégia de sustentação da mesma.

EMPLOYER BRANDING é o processo de criar um bom lugar para se trabalhar (internamente – retenção de talentos) e promover isso para outras pessoas (externamente – aquisição de talentos) que tenham conhecimento, habilidades e características para fazer parte do time de colaboradores da empresa, sempre com foco em ter o time de melhores talentos para atingir os objetivos de negócios da empresa.

E, quando falamos de marca empregadora, deve-se pensar no começo ao fim do ciclo de vida, da jornada do colaborador, ou seja, a estratégia de marca não deve ser usada só com o intuito de atrair talentos, mas principalmente para retê-los, começando no processo de conhecimento de marca, antes mesmo do colaborador fazer parte efetiva da empresa, e passando pelo onboarding, desenvolvimento, reconhecimento, até a aposentadoria ou desligamento.

O conceito de #EmployerBranding não é novo, surgiu na década de 1990, mas somente agora, têm ganho alguma visibilidade no Brasil. O mercado brasileiro ainda está engatinhando no assunto de #Marca Empregadora e ainda procura muita informação real de como aplicar o tema em suas organizações e suas realidades, o que fazer e o que não fazer. Foi dessa necessidade de informação que surgiu a hashtag #NãoSejaEssaEmpresa

“A hashtag #NãoSejaEssaEmpresa , veiculada nas principais redes sociais tem o objetivo de apontar experiências que não são condizentes com as boas práticas de Employer BrandingCandidate Experience e Employee Experience e que podem (e devem) ser melhorados”, explica Suzie Clavery, criadora da hashtag e dos canais Employer Branding Brazil (www.employerbrandingbrazil.com.br), que têm como propósito destacar, trazer conhecimento e fomentar discussões sobre a gestão de marca empregadora na atração e retenção de talentos no Brasil e no mundo.

A ideia não é citar nomes de empresas e nem de pessoas envolvidas nas histórias, mas mostrar exemplos reais de atitudes, processos, comportamentos que contribuem para uma imagem negativa de Marca Empregadora, afinal de contas “It´s all about people. It´s all about experience.”

Agora você pode seguir a hashtag #NãoSejaEssaEmpresa nas redes sociais para acompanhar as experiências de candidatos e colaboradores em relação às marcas empregadoras que podem ser melhoradas. Se você é candidato ou colaborador, siga e conte também as suas histórias! Se você é uma empresa, siga também a hashtag para aprender o que não fazer quando o assunto é Employer Branding.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.